segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Páginas da Vida da Gente


Pelas chamadas de A Vida da Gente, a comparação com Páginas da Vida, de Manoel Carlos (2006), era inevitável. Além da palavra "vida" no título da novela, ambas tem a direção de Jayme Monjardim, o que significa músicas orquestradas e introspectivas e fotografia brilhante e colorida com direito a céus lilases e laranjas. As duas novelas trazem Fernanda Vasconcelos como protagonista, novamente vivendo o drama de um romance que e mãe megera proíbe e que acaba em gravidez. Em Páginas da Vida, Fernanda Vasconcelos morre. Em A Vida da Gente, Fernanda Vasconcelos ficará em coma.  

A sensação de déjà vu continuou na apresentação do primeiro capítulo. A abertura lembra um pouquinho outra trama de Maneco, Por Amor (1997) - mas a proposta é outra. As belas paisagens com fotografia colorida e brilhante se confirmam. Bela também é a trilha sonora incidental, apesar das músicas requentadas da trilha cantada. Os dramas familiares carregados de emoção das novelas de Manoel Carlos também fazem parte do enredo de A Vida Gente. E closes nos grandes e expressivos olhos de Fernanda Vasconcelos.

O primeiro capítulo foi correto, focando a trama central e os principais personagens. O bom texto de Lícia Manzo e a direção competente da equipe de Jayme Monjardim garantiram um capítulo de estreia bonito e interessante. O destaque no elenco foi Ana Beatriz Nogueira, com uma ótima cena quando sua personagem, Eva, flagra o marido sacana (Paulo Betti) aos beijos com a amante piriguete (Regiane Alves) - qualquer semelhança com sua personagem de Insensato Coração terá sido mera coincidência! 


E para fechar bem o capítulo, Eva flagra o beijo entre a filha e o enteado (Fernanda Vasconcelos e Rafael Cardoso). Bom gancho para amanhã - deu uma vontadezinha de ver o que vai acontecer! Boa produção em um bom texto, boa direção, bom elenco e um bom gancho. Se continuar assim, A Vida da Gente tem tudo para ser uma boa novela.

4 comentários:

  1. linda novela. Sensível e à medida. Sem mais

    ResponderExcluir
  2. Ótimo para um primeiro capítulo! Acho que deve continuar com essa qualidade. A autora tem um ótimo texto, e não deve fazer feio em sua primeira novela!
    Eu pretendo ver sempre!
    Não aguentava mais cão e gato...
    Fábio

    ResponderExcluir
  3. Foi bem lindo mesmo Nilson! Uma novela muito bem produzida, característica forte do Jayme Monjardim em tudo. O ritmo cansou um pouco, ainda mais pra quem vinha do mocinho x bandido de Cordel.

    ResponderExcluir